A Psoríase na era do COVID-19

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

As angústias do isolamento social podem agravar as crises de psoríase? Quais os sintomas?

O isolamento social da pandemia do COVID-19 gerou fortes angústias causando ou agravando os distúrbios de humor na população. A psoríase é uma doença associada com as comorbidades psicológicas e psiquiátricas do paciente, além disso stress emocional pode ser um desencadeante do aparecimento de lesões da psoríase ou do agravamento das lesões. Há relatos de casos de pessoas que abriram o quadro de psoríase após o impacto psicológico da morte de um parente por COVID-19 por exemplo.

Como funciona o tratamento convencional? Quais os perigos de negligenciá-lo?

Existem os tratamentos tópico e o tratamento sistêmico.

O tratamento tópico é usado nos casos leves e com pouco comprometimento da qualidade de vida. Pode ser auxiliar na fototerapia e no tratamento sistêmico.

O tratamento sistêmico é usado nos casos moderados a graves. Por exemplo na forma articular, acometimento do couro cabeludo, acometimento muito extenso, formas refratárias ao tratamento tópico e nas formas com grave comprometimento da qualidade de vida.

O tratamento sistêmico consiste na PUVA / fototerapia, metotrexate, acitretina, ciclosporina e imunobiológicos.
A exposição ao sol é um benefício para os pacientes, certo? Acredita que o isolamento também prejudicou esse ponto? Quais as alternativas?
A fototerapia é um dos tratamentos para a psoríase. A fototerapia nada mais é do que um tipo específico de radiação solar, então a exposição solar é benéfica à psoríase. O isolamento domiciliar restringe a exposição solar. O ideal é expor ao sol próximo à residência ou em último caso próximo às janelas da casa.

Crises de psoríase indicam baixa imunidade? É preciso estar mais atento aos perigos da Covid-19 nesses períodos?

As crises de psoríase podem ser desencadeadas por vários motivos: trauma, infecção, tabagismo, medicações, fatores psicogênicos/emocionais, tabagismo, fatores endócrinos e imunológicos. A COVID-19 é uma doença nova que está sendo muito pesquisada em todas as áreas da medicina, inclusive na psoríase. Os pacientes portadores de psoríase devem informar aos seus médicos quando se infectarem por coronavirus para reavaliar o quadro clínico e o tratamento, até porque cada caso tem uma peculiaridade.

LUIZ ALBERTO BOMJARDIM PÔRTO – CRMMG 54538/ RQE 37982

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Agende uma consulta

Luiz Alberto Pôrto - Doctoralia.com.br